Participants of BMS 2019, Teto Preto and Rakta are part of the Pop Montreal lineup

Two Brazilian bands are confirmed in the Pop Montreal, an independent music festival in Montreal, Canada. The shows of Teto Preto and Rakta are scheduled for September 28 and are the result of the last edition of the Brasil Music Summit (BMS), an event organized by Brasil Music Exchange (BME), a Brazilian music fostering project carried out by means of a partnership between Brasil, Música & Artes (BM&A) and the Brazilian Trade and Investment Promotion Agency (Apex-Brasil).

Both bands presented their showcases during the BMS and drew the attention of Daniel Seligman, organizer of the Pop Montreal festival, who was invited to come to Brazil to participate in such event.

To Leandro Ribeiro, BME Manager, it is very satisfying to make feasible projects like these, which not only used the public notice supporting shows abroad, but also participated in the Brasil Music Summit. “It shows us that we are on the right path. Our actions are completely integrated so that one leads to the next and so on, in a perfect cycle of support that allows for our members to take their first step into the global market”, he points out.

This will be the 18th edition of the Pop Montreal festival. During five days, from September 25 to 29, over 400 artists will perform for an audience composed of over 60 thousand people. Besides music concerts, the event also includes symposiums, visual arts and art exhibitions, fashion shows, film exhibition and parties.

According to Thiago Franco, band producer, the shows at the Pop Montreal are a call to all people, regardless of gender, race or sexual orientation, to participate in this ritual that transforms grieving into fight. “Having the opportunity to take our work to nice places like this is a pleasure but with a Brazilian touch: it feels like joy and despair at the same time”.

The first works of Teto Preto were released in 2016 under the label MAMBA rec, named after the event that takes place regularly in São Paulo, the Mamba Negra party. The EP “Gasolina” was released as a vinyl record with two remarkable tracks: “Já Deu Pra Sentir” and “Gasolina”. Then, in 2018, “Bate Mais” was the single released before the first studio album of the band entitled “Pedra Preta”.

The group is composed of William Sprocati, trombone and percussion; Savio de Queiroz, producer and synthesizers; Laura Diaz, vocals; Pedro Zopelar, DJ; and Loic Koutana, performer.

On the other hand, Rakta’s music is pretty different: rock songs with punk influence. The trio was created in 2011 and is composed of Maurício Takara (percussion and drums), Carla Boregas (bass and electronics) and Paula Rebellato (synthesizer and vocals).

The group from São Paulo has three albums in its discography: “Typical Girls” (2016), “Oculto Pelos Seres” (2017) and “Falha Comum”, released this year.

Check out the video Gasolina, by Teto Preto:

Check out the video ´Ruído´, by Rakta:

 

About BME

The Brasil Music Exchange assists the exportation of companies of the most diverse types of music business. For this, it develops promotion, image and market intelligence activities, among others.

About BMS

Event aiming to provide content and generate business for music professionals in the areas of live music, synchronization and music branding. It offers lectures, workshops, business roundtables and promotes shows by Brazilian artists to boost the country’s position within the global music market. In addition to Brazilian professionals, the Brasil Music Summit has the participation of international experts.

Participantes do BMS 2019, Teto Preto e Rakta, marcam presença no line up do Pop Montreal

Duas bandas brasileiras estão entre as atrações do festival de música independente de Montreal, no Canadá, o Pop Montreal. Os shows das bandas Teto Preto e Rakta acontecem no dia 28 de setembro e são conquistas da última edição do Brasil Music Summit, evento organizado pelo Brasil Music Exchange, projeto de exportação de música brasileira, realizado por meio de uma parceria entre o Brasil, Música & Artes (BM&A) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Ambas as bandas apresentaram showcases durante o BMS e chamaram a atenção do programador do Pop Montreal, Daniel Seligman, que veio ao Brasil a convite do evento.

Para Leandro Ribeiro, gerente do BME, é muito gratificante viabilizar projetos como este que, além de usarem o edital de apoio para shows no exterior, fizeram parte também do Brasil Music Summit. “Isso mostra o quanto estamos no caminho certo.  Nossas ações estão cada vez mais integradas para que uma sempre dê continuidade para a outra, fechando um ciclo de apoio e iniciando a jornada dos participantes no mercado global”, ressalta.

Nesta edição, o festival Pop Montreal completa 18 anos de existência. São cinco dias de apresentações que acontecem entre os dias 25 e 29. A cada edição, mais de 400 artistas se apresentam para público de mais de 60 mil pessoas. Além de shows, os fãs podem conferir concertos, discussões em simpósios, exposições de artes e artes visuais, desfiles de moda, exibições de filmes e festas.

Para Thiago Franco, produtor da banda, o show no festival Pop Montreal é uma convocação para todos os sexos, raças e opções sexuais para o front desse ritual de transformação do luto em luta.”Ter a oportunidade de levar nosso trabalho a lugares tão legais é uma alegria brasileira, que se mistura com desespero”.

Os primeiros trabalhos do grupo Teto Preto  foram lançados pelo selo da festa que acontece em São Paulo, chamada Mamba Negra, o MAMBA rec, em 2016. O EP Gasolina foi prensado em vinil com duas faixas marcantes: “Já Deu Pra Sentir” e “Gasolina”. Na sequência, em 2018, “Bate Mais”, foi o single em antecipação ao primeiro álbum de estúdio completo da banda, chamado Pedra Preta.
O grupo tem entre seus integrantes William Sprocati, trombone e percussão; Savio de Queiroz, produtor e sintetizadores; Laura Diaz, vocalista; Pedro Zopelar é o DJ e Loic Koutana, performista.

Já o som da Rakta é bem diferente: um rock que se aproxima do punk. O trio foi fundado em 2011 e é composto por Maurício Takara na percussão e bateria; Carla Boregas, no baixo e eletrônicos, e Paula Rebellato, no sintetizador e voz.

O grupo paulista tem três álbuns em sua discografia:  Typical Girls (2016), Oculto Pelos Seres (2017) e Falha Comum, lançado este ano.

Confira Gasolina, de Teto Preto:

Confira Ruína, de Rakta:

 

Sobre BME

O Brasil Music Exchange auxilia a exportação de empresas dos mais diversos tipos de negócios da música. Para isso, desenvolve atividades de promoção, imagem e inteligência de mercado, entre outras.

Sobre BMS

Evento com o objetivo de fornecer conteúdo e gerar negócios para profissionais do mercado musical nas áreas de live music, sincronização e music branding. Oferece palestras, workshops, rodadas de negócios e promove shows de artistas brasileiros para impulsionar a posição do país dentro do mercado de música global. Além de profissionais brasileiros, o Brasil Music Summit conta com a participação de especialistas internacionais.